Erros no aluguel por temporada
Gestão

3 erros no aluguel por temporada que devem ser evitados

Seja visando uma renda extra com seu imóvel de temporada ou para obter retorno sobre um imóvel adquirido para investimento, a locação de curto prazo pode ser uma opção bastante inteligente e atrativa. Porém, esse tipo de locação tem algumas peculiaridades que devem receber atenção para evitar erros que possam prejudicar a rentabilidade e a tranquilidade das negociações.

Confira, neste post, três erros que você não deve cometer para garantir a melhor experiência no formato de locação por temporada!

1. Exigir mínimo de diária

Para garantir menos troca de hospedes e tentar uma lucratividade maior, muitos proprietários exigem que o aluguel seja a partir de cinco, sete ou dez dias. Embora essa estratégia pareça boa, ela pode ser um tiro no pé.

Muitas estadias acontecem por períodos curtos, seja para momentos de lazer em um final de semana ou para uma reunião importante de trabalho. O fato é que as pessoas querem um local confortável e que supra as suas necessidades nesses poucos dias fora de casa.

Ao impor um limite mínimo, você poderá lucrar com uma hospedagem de dez dias no mês, porém, evitará o aluguel do imóvel por, por exemplo, cinco admissões de três dias que garantirão uma renda mensal maior.

2. Não ter um contrato de aluguel para proteger a negociação

Buscando agilizar a locação, alguns proprietários abrem mão dos contratos. O problema é que esse documento protege ambas as partes, evita fraudes e assegura os direitos e deveres do hóspede e do proprietário.

Para prevenir problemas, tenha um contrato completo de aluguel por temporada, que abranja diversas situações e que especifique todos os detalhes da transação. As cláusulas devem abordar os valores das diárias, as datas de entrada e saída, as formas de pagamento e as sanções em caso de danos ao imóvel.

3. Não contar com uma empresa de gestão de locação

Hoje em dia, o mercado de hospedagens de curta duração vem crescendo e se consolidando e já conta com empresas especializadas para fazer uma gestão profissional. Mesmo assim, acreditando que lucrarão mais por vias particulares, alguns proprietários acabam correndo riscos — e até perdendo hóspedes — ao optar por não contar com a ajuda de uma empresa parceira.

Sites de confiança, além de divulgarem seus imóveis com anúncios eficientes e fotos de qualidade, ainda contribuem com o sistema de reservas e recepção de hóspedes, oferecendo ferramentas para check in e muitos outros benefícios.

A Conviva, por exemplo, oferece um serviço completo para que o seu imóvel esteja com a agenda cheia, sempre com a segurança e as garantias de que você precisa para obter a maior rentabilidade e garantir tranquilidade. Além disso, seu imóvel estará nas principais plataformas de locação, como Airbnb, HomeAway e Booking.com além do portal próprio da empresa.

Gostou de entender um pouco sobre alguns erros que podem ser fatais para a sua boa experiência no segmento da locação por temporada?

Quer disponibilizar o seu imóvel para aluguel, garantir uma renda extra e evitar dores de cabeça? Entre em contato conosco e veja como podemos ajudá-lo, desde o cadastro da propriedade até a saída do hóspede!