Como avaliar um hóspede
Sem categoria

Como avaliar um hóspede pós-estadia? Descubra aqui!

Quem oferece algum tipo de serviço valoriza muito as avaliações que recebe das pessoas que atendeu. No aluguel por temporada para hóspedes não acontece diferente. As avaliações são importantes tanto para o proprietário que garante com boas recomendações mais reservas e destaque para os seus anúncios, quanto para os hóspedes que criam uma reputação para garantir aceitação em novas reservas.

Mas você já parou para pensar na importância de saber como avaliar um hóspede?

Se a pessoa que vai ficar no seu imóvel tem expectativas sobre a estadia, o mesmo vale para você. Afinal, se o hóspede está ciente do que vai encontrar no lugar e de quais são as regras e funcionalidades do espaço, espera-se que ele vá agir de acordo com isso.

Portanto, a avaliação do hóspede cumpre o importante papel de alertá-lo de maneira formal sobre quais comportamentos foram errados ou rudes, além de servir de aviso para outras pessoas que forem receber esse mesmo hóspede em seus imóveis.

Agora que você já entende a importância de avaliar seu hóspede, continue a leitura e veja o que levar em consideração!

Como avaliar um hóspede pós-estadia

Respeito aos horários de entrada e de saída

O horário de entrada e de saída é combinado previamente entre você e o hóspede, de acordo com as necessidades de cada um. Portanto, deve ser cumprido por ambas as partes. Isso é fundamental para que você possa organizar a sua rotina e o imóvel para receber bem a pessoa quando ela chegar e, depois, para preparar o espaço para o próximo hóspede que vai ficar ali.

Quaisquer casos em que o hóspede fica além do horário combinado devem ser perguntados para você antes. O hóspede jamais deve ficar mais tempo sem que você o tenha autorizado previamente.

Estado de conservação do imóvel

O imóvel deve ser entregue exatamente nas mesmas condições anteriores. Portanto, assim que o hóspede partir, faça uma vistoria dos espaços que ele utilizou — especialmente de onde ele passou mais tempo, como quarto e banheiro — e verifique se está tudo como deveria estar.

Se o hóspede quebrar algo, mesmo que não tenha sido culpa dele, o procedimento adequado é avisar você o quanto antes, para que a parte responsável pelo dano possa providenciar a substituição ou conserto. Sendo assim, não informar sobre um incidente do tipo não é o comportamento esperado e deve entrar na sua avaliação.

Fidelidade às informações fornecidas

Imagine, por exemplo, que você se comprometeu a alugar o imóvel para um homem sozinho e, quando ele chega, está acompanhado de um amigo e espera que ele também fique hospedado ali. Mesmo que não tenha problema e que o espaço possa receber dois adultos tranquilamente, o ponto é que você se preparou — e cobrou — por um único hóspede.

O mesmo vale para animais de estimação ou para a recepção de convidados durante a estadia. Tudo deve ser informado previamente a você e ter a sua autorização.

Cumprimento das regras estabelecidas

As regras devem ser informadas de forma clara para o hóspede e, portanto, o esperado é que ele as cumpra devidamente. Se você estabeleceu que não pode cozinhar na casa, por exemplo, o hóspede aceitou isso ao escolher ficar no seu imóvel. O uso de objetos ou espaços não autorizados, assim como o descumprimento de regras previamente informadas ao hóspede não devem ser ignorados na sua avaliação.

Como mostramos, entender como avaliar um hóspede corretamente e levando em consideração pontos importantes da estadia é fundamental tanto para preservar o seu imóvel quanto para deixar quaisquer incidentes e situações incômodas registradas para que outras pessoas também fiquem cientes.

O mais importante é conciliar bom senso, empatia e gentileza. Sua avaliações devem ser sinceras e precisas e preferencialmente mais racionais do que emocionais. Assim como destacar possíveis descumprimentos de regras vale também elogiar pelo correu bem e considerar não só as questões praticas da estadia mas também a qualidade de comunicação e disponibilidade de ambas as partes para resolução de possíveis imprevistos, afinal por mais que anfitrião e hóspedes se preparem para que tudo corra bem, deslizes podem ocorrer sem que aja efetivamente má fé. Busque fazer uma avaliação imparcial para descrever prós e contras da experiência.

Quer mais dicas sobre hospedagem no seu imóvel? Curta a nossa página no Facebook e acompanhe todos os conteúdos!